8 livros infantis com representatividade LGBTQIAP+

Categoria

Especiais

Uma lista para deixar qualquer biblioteca infantil mais diversa!

Perguntamos lá no nosso twitter sobre a primeira vez em que nossos seguidores se reconheceram em uma história. A maior parte das respostas tinha algo em comum: as pessoas só viram histórias depois de adultas.

Para que as novas gerações não passem por isso, fizemos uma lista com histórias infantis com representatividade LGBTQIAP+. Ler e apresentar histórias mais diversas para crianças é importante para que ninguém tenha que esperar 20 anos para se reconhecer em um livro.

8 livros infantis com representatividade LGBTQIAP+

Pingo em busca do ouro

Jonathan Van Ness

Este é o primeiro livro infantil de Jonathan Van Ness, de Queer Eye, da Netflix. Na história, um simpático porquinho da índia não binário é o protagonista. Pingo tem um jeito único de fazer as coisas, gosta de cortar o próprio cabelo, ama fazer piruetas na quadra de basquete e, agora, quer aprender a ginástica rítmica.


Como sempre capricha em tudo o que faz, Pingo chama toda a sua família para colaborar com seu novo projeto. Depois de muito preparo e ensaio, Pingo está prestes a mostrar para todo mundo o que aprendeu depois de tanta dedicação. É uma história linda sobre ser você mesmo, se amar e ser amado do jeitinho que se é.


O brincoder de Pepe

Deko Lipe

Assim como Pingo, Pepe também é um livro que fala sobre uma criança, assim mesmo, sem nenhum pronome ou artigo que define quem é essa pessoinha. Às vezes, Pepe vai preferir usar um vestido, às vezes não. Sua semana se divide entre escola, família, brincadeiras, balé e futebol.


Outra coisa linda sobre esse livro é que Pepe tem duas mães que estão sempre cheias de amor. E o poder de Pepe sempre ajuda quando alguma delas está passando por algum problema. Por onde Pepe passa, tudo fica mais leve, divertido e todo mundo começa a usar esse super poder que é o brincar.


Olívia tem dois papais

Márcia Leite

Olívia é uma garotinha esperta que gosta muito de usar as palavras que aprende para conseguir o que quer. Com o papai Raul, a palavra entediada sempre funciona e ele para o que está fazendo para brincar com ela. Já com o papai Luiz, Olívia vive desfalecendo de fome para que ela faça alguma coisa gostosa.


A família de Olívia é um pouquinho diferente, mas como ela é muito esperta, sabe que essa família não deixa de ser encantadora, que é outra das palavras que ela gosta de usar.


O pato que descobriu quem era

Ana Paula Sefton

Uma história sobre um personagem que tem a vida transformada depois de uma notícia bombástica. Assim é O Pato que descobriu quem era.


O pato Fred morava no pátio de uma escola e estava sempre cercado por seus amigos. Tudo estava bem, até que ele descobriu algo muito importante sobre si mesmo. Fred descobriu que não era quem pensava ser! Depois da revelação restam muitas dúvidas, mas as principais são: Como o pato Fred vai lidar com a novidade? O que será que seus amigos vão fazer quando descobrirem tudo?


Fausto, o Dragão que queria ser Dragão

André Romano

Essa é uma história muito legal para gerar uma reflexão sobre tudo aquilo que as pessoas vão se tornando enquanto ficam adultas.


Essencial para qualquer idade, a história de Fausto faz lembrar que ninguém nasce intolerante diante das diferenças que existem entre as pessoas. Os adultos vão desaprendendo conforme convivem com os padrões impostos pela sociedade. Padrões esses que só escondem como um mudo plural, onde todos se respeitam é o ambiente perfeito de verdade.


A Princesa e a Costureira

Janaína Leslão

Cíntia é uma princesa que foi prometida em casamento para o príncipe Febo, tudo isso para que os reinos continuassem uma relação de amizade. Mas, quando o casamento estava chegando, a princesa foi encomendar o vestido e conheceu a costureira Isthar, por quem se apaixonou.


Ao ficar sabendo que Cíntia estava apaixonada por Isthar e não se casaria com o príncipe, O pai da jovem mandou qua a prendessem na torre do castelo. Mas entendendo a situação, o próprio príncipe Febo, a irmã da princesa, uma fada madrinha e uma agulha mágica vão fazer de tudo para garantir um final feliz para as duas jovens.


O Cavaleiro e o Lobisomem

Alexandre de Souza Amorim

Kevin sempre sonhou em ser um cavaleiro corajoso, e agora seu sonho está muito perto de se realizar. O problema é que todo mundo tem algum medo e Kevin não é muito diferente. Ele morre de medo do lobisomem e o rei precisa que ele enfrente esse medo em nome da segurança da princesa e do príncipe.


Nessa aventura, Kevin vai acabar descobrindo que enfrentando grandes medos, grandes surpresas podem acontecer. Essa é uma história sobre coragem e sobre entender que existem muitas formas de ser e amar.


O Urso-coelho

Carmen Saldaña

O Urso-coelho é um urso do lado de fora, mas se sente como um coelho! Ele vive a saltitar na floresta, franzindo o nariz e adora comer morangos. E fazendo tudo isso ele se sente muito feliz. Mesmo assim, alguns outros ursos e coelhos o acham esquisito, mas nosso protagonista vai conhecer outros animais assim como ele e vai se sentir parte de uma família.


É uma história que fala de diversidade de um jeito lúdico por meio dos animais da floresta. É uma boa história para aprender a ter empatia e entender o mundo ao seu redor.


 

Livro infantil é bom para todas as idades, mas para outras listas você pode clicar aqui!