Livros que abordam mais de uma letra da sigla LGBTQIAP+

Categoria

Especiais

Muitas letras na sigla pedem muitas dicas de livro!

Diversidade é uma palavra muito usada quando estamos falando da comunidade LGBTQIAP+. E, como nosso vale está cheio de letrinhas, é muito legal conhecer histórias que falam de mais de uma delas!

Então, todos os livros dessa lista são histórias que abordam mais de uma letra do LGBTQIAP+. Você já leu alguma história assim? Se não, agora não tem mais desculpa!

Livros que abordam mais de uma letra da sigla LGBTQIAP+

Clichês em rosa, roxo e azul

Maria Freitas

Uma coleção de contos com protagonismo bissexual também pode trabalhar muito mais letras da sigla LGBTQIAP+. E esse é o caso de Clichês em rosa, roxo e azul. O protagonismo é bi, mas, nos contos da seleção, há muitas outras sexualidades e identidades em destaque, seja trans, não binárie, pansexual entre outras


A coleção tem histórias que vão desde um trisal de músicos, passa por amigas apaixonadas em um fim de semana de piscina, conta sobre um amor entre mulheres no passado, tem super heróis no interior de Minas Gerais e muito mais.


Conectadas

Clara Alves

Em Conectadas, depois de se conhecerem enquanto jogavam online, Raíssa e Ayla não se desgrudam mais. A conexão entre elas é muito forte. O problema é que Raíssa joga com o avatar de um garoto e Ayla não faz ideia que essa conexão toda está rolando com outra menina.


Quanto maior fica o envolvimento delas, mais Raíssa se sente culpada. Ela ainda não está pronta para se assumir, mas também não quer perder Ayla. Um evento do jogo está se aproximando e essa pode ser a chance de as coisas acontecerem. Mas como elas vão se encontrar se Raíssa não contar a verdade?


Heartstopper

Alice Oseman

Sucesso na Netflix, Heartstopper conta a história de Charlie e Nick.


Há um ano, a vida de Charlie virou um inferno na escola, tudo isso porque descobriram que ele é gay. Agora, ele precisa fazer dupla com Nick, um garoto popular do time de rugby e que parece ser absurdamente hétero.


Com o passar do tempo, os dois desenvolvem uma amizade que começa a deixar as coisas um pouco confusas. Os amigos de Charlie acreditam que Nick é hétero, mas o comportamento do garoto quando os dois estão juntos parece dizer outra coisa.


Os garotos do cemitério

Aiden Thomas

Yadriel é um garoto trans e gay que convive com uma família latina bastante tradicional. Ele quer provar que é um verdadeiro bruxo, mas sua família não permite que ele passe pelo ritual. Na tentativa de resolver o problema, Yadriel acaba invocando o fantasma de Julian, um bad boy cheio de pendências.


Julian não quer ir embora sem resolver o que precisa. Sem escolha, Yadriel concorda em ajudar o fantasma, para que ambos possam obter o que querem.


Os dois morrem no final

Adam Silvera

No dia 5 de setembro, pouco depois da meia-noite, Mateo e Rufus receberam uma ligação da Central da Morte e a notícia não é nada boa. Eles vão morrer naquele mesmo dia. Apesar de não se conhecerem, eles estão à procura de um amigo para compartilhar os últimos momentos. Graças a um aplicativo, eles vão se juntar para uma grande última aventura: viver uma vida inteira em um dia.


O livro fala sobre o significado de estar vivo e sobre a importância de cada segundo na vida de alguém.


Felix para sempre

Kacen Callender

Apesar de ter um sobrenome que significa amor, Felix Love nunca se apaixonou. E o que ele mais quer é entender o que é esse sentimento e por que ele parece ser tão fácil para todo mundo, menos para ele.


Quando alguém expõe suas fotos antes da transição, Felix cria um plano para se vingar, mas acaba no meio de um triângulo amoroso. Enquanto lida com todos os sentimentos, ele começa uma jornada de autodescoberta.


Ás de espadas

Faridah Àbíké-Íyímíd

Chiamaka e Devon são selecionados como parte da alta hierarquia escolar e isso representa muito para que eles consigam entrar em uma boa universidade. Mas alguém chamado "Ases" começa a enviar mensagens contando os segredos dos dois. E esses são detalhes que podem ameaçar seus futuros.


O que começou como uma brincadeira de mau gosto, se transforma em um jogo assustador. Será que Chiamaka e Devon serão capazes de combater Ases?


Ninguém nasce herói

Eric Novello

No futuro de Ninguém nasce herói, o Brasil está sob o comando do Escolhido, um líder religioso que usa seu poder para perseguir as minorias. Mas Chuvisco e seus amigos estão dispostos a fazer alguma coisa para mudar essa realidade.


Distribuir livros é considerado um ato de rebeldia, mas foi o jeito que a turma de Chuvisco encontrou para resistir. Eles precisam lidar com vários perigos e vão acabar percebendo que, talvez, seja necessário fazer algo a mais para que as coisas mudem.


 

É sempre bom lembrar que aqui no Cadê temos várias outras listas temáticas, além de um catálogo com muitos livros com protagonismo e representatividade LGBTQIAP+. Segue a gente nas redes sociais e fique por dentro de todo conteúdo!