top of page
Luísa,
Escrevo estas cartas porque já não tenho mais nada. Eu me apego a elas, como se elas fossem você, como se elas pudessem cumprir as promessas que te fiz dez anos atrás, como se eu realmente tivesse algo para consertar. Não tenho. O que tenho é uma confissão: eu me apaixonei por você. Não me lembro quando aconteceu, mas me apaixonei pela minha melhor amiga. É irônico odiar clichês, sendo o próprio clichê gigante, tão grande a ponto de escrever cartas anônimas para você e as espalhar por toda a escola. Tão ridícula a ponto de esperar que você me amasse de volta. Você me amou de volta, Luísa? Sinceramente? Espero que não!
Com mágoa, porque sou emo,
Rafaela

Cartas para Luísa

DEPOIS-DA-MEIA-NOITE.png

DEPOIS DA MEIA-NOITE

Por Alan Silva

ku-logo-orange-black._CB485916766_ (1).png

publicidade

Você pode gostar de