Um livro para quem ama histórias

Atualizado: 20 de mai.

O Mar Sem Estrelas, de Erin Morgenstern, é uma história misteriosa e cheia de reviravoltas


“Livros são melhores lidos do que explicados.”

O Mar Sem Estrelas, de Erin Morgenstern, tem um infinidade de trechos lindos, tocantes e inesquecíveis, mas decidimos começar com essa frase aparentemente simples, porque talvez você chegue ao final desse texto e conclua que só vai entender o que a gente quer dizer depois de ler o livro.


Não que esse seja um romance difícil de entender, pode até ser por um tempo, mas as coisas acabam se encaixando em algum momento. A questão é que essa é uma daquelas histórias que deixam a gente completamente rendido e, depois de terminar a leitura, não dá para explicar muito bem o porquê.


São tantas camadas, tantas pessoas e tantas histórias dentro dessa história, que fica difícil definir qual é a mais marcante, a mais bonita ou a mais intensa. Mas uma coisa é certa: depois de ler um livro desses, é impossível continuar encarando as histórias da mesma forma.


Para falar de um livro tão especial, a gente precisou de ajuda. Por isso, esse texto é uma parceria entre o Cadê e o Koda Gabriel, que foi a pessoa responsável por apresentar a história pra gente! E esse também é o nosso convite para que você conheça O Mar Sem Estrelas, esse romance atemporal que é uma declaração de amor à literatura e às histórias. A obra perfeita para os apaixonados por livros e romances secretos.


“Um garoto no começo de uma história não tem como saber que a história começou.”

Zachary descobre na biblioteca da sua faculdade um misterioso livro e encontra nele uma história sobre sua infância. Ele quer saber como isso aconteceu, mas o livro não traz muitas informações, não tem nem o nome do autor. Então Zachary decide seguir a única pista que a capa da obra oferece: uma abelha, uma chave e uma espada.


A pista leva Zachary para uma viagem que se transforma em uma jornada intensa e cheia de reviravoltas. Ele se vê envolvido com um lugar que jamais imaginava existir: um labirinto subterrâneo cheio de histórias (em livros, nas paredes, em suas salas) às margens do Mar Sem Estrelas.


Durante sua investigação, Zachary vai conhecer pessoas misteriosas, algumas não querem que ele dê continuidade ao plano e podem fazer o possível para atrapalhar. Outras, como Mirabel e Dorian, vão mudar o curso de sua vida para sempre.


“Nem todas as histórias tocam todos os ouvintes, mas todos os ouvintes podem encontrar, em algum lugar, em algum momento, uma história que os toca.”

Além da história de Zachary, existem capítulos que são as histórias que ele encontra nos livros, incluindo a de sua infância. São contos sobre piratas em porões, estalagens no meio de tempestades, colecionadores de chaves e casais apaixonados. Cada uma delas é um presente capaz de nos envolver ainda mais nesse lugar que é, ao mesmo tempo, misterioso e encantador.


Além de todo o mistério, essa também é uma história de amor! Os romances apresentados são avassaladores, dolorosos e há muitos desencontros. Mas O Mar Sem Estrelas fala sobre o amor nas sutilezas, naquelas pequenas coisas que vão sendo descobertas no dia a dia e que poucas histórias conseguem narrar.


“O rosto dele é muito mais que cabelo e cor dos olhos, e ela se pergunta por que os livros não descrevem as curvas dos narizes ou o comprimento dos cílios. Ela estuda a forma dos lábios dele. Talvez um rosto seja complicado demais para ser capturado em palavras.”

Esse é um romance para ser sentido em cada página e muitos são os elementos que o transformam em uma experiência única. Erin construiu um universo autêntico e poderoso, e se utiliza de elementos do passado, do presente e do futuro para costurar a história final.


O Mar Sem Estrelas é um livro que transforma o leitor e deixa a gente com vontade de encontrar um livro misterioso perdido por aí.


Lembrando que para ver a nossa opinião sobre outras histórias, é só clicar aqui!


58 visualizações0 comentário