24 autoras lésbicas para acompanhar

Categoria

Por letra

Encerrando o Mês da Visibilidade Lésbica em grande estilo

O Mês da Visibilidade Lésbica está chegando ao fim, mas a gente não poderia encerrar sem uma lista especial. Por isso, reunimos 24 autoras (e vários de seus livros) para que você possa acompanhar, ler e seguir. Pega a pipoca que o conteúdo ficou longo!

24 autoras lésbicas para acompanhar

Brenda Bernsau

Nasceu em 1988 no Rio de Janeiro. É autora de Sophia, Alexia e o mundo além daqui, Meninas a respeito do amor e No cosmo, assim como no coração; Além de participar de antologias como Vozes trans e Cor não tem gênero. Desde 2021 tem o canal Literawave no Youtube, onde fala sobre escrita criativa, sempre acreditando que a literatura tem um papel fundamental na vida das pessoas e no mundo.


Instagram


Camila Paiva

Camila Paiva é uma autora lésbica e PcD de Recife. Apaixonada por livros desde criança, demorou um pouco para perceber que não importava o quanto tentasse, ela não conseguia se ver ou ver outras garotas como ela nas obras que tanto amava. Quando percebeu isso, só viu uma solução: escrever sobre garotas lésbicas, com deficiência e nordestinas. É autora de No lugar certo, A essência do amor e participou da antologia Líricas e narrativas LGBTQIAP+, organizada pelo coletivo Oxe LGBT+ NE.


Twitter e Instagram

Carol Sarleto

Escritora e ilustradora baiana de 26 anos, escreve desde que foi alfabetizada, mas se negou a sonhar em viver de escrita por muitos anos. Até que aos 23, idade que considera seu verdadeiro despertar, passou a postar ilustrações e textos sob o pseudônimo de Artista Invisível. Talvez não tão por acaso, em agosto de 2021 resolveu se mostrar ao mundo e assumir seu amor pela arte e do sonho de viver dela. Tem crescido com seus escritos diários no Twitter e no Instagram enquanto se prepara para lançar seu primeiro livro.


Twitter e Instagram


Clara Gianni

Escritora de sci-fi, fantasia, terror e poemas. Resenhista ocasional. Obcecada por mensagens subliminares em videoclipes, por teorias de conspiração e pela chegada do novo milênio. Autora da antologia cyberpunk amazônica Valsa para Vênus, disponível na Amazon.


Twitter e Instagram


Dani Salemme

Desde a infância tem o desejo de ser escritora, e realizou seu sonho em 2020 quando publicou seu primeiro livro, Sentimento secreto. Participou de uma antologia chamada Amor livre, e lançou seu segundo romance em 2021, Amor dividido.


Twitter e Instagram


Elayne Baeta

Gosta de vinho tinto e não sabe dançar. Escreve as coisas que queria ter lido. O sol em virgem quer tudo certinho, o ascendente em leão quer tudo bonito e a lua em libra não sabe o que quer. Tem sotaque nordestino, miopia e coragem. No seu mundo ideal o preconceito não existe, Salvador não faz 70 graus de manhã e nos contos de fadas as princesas se beijam. É autora de O amor não é óbvio e Oxe, baby.


Twitter e Instagram


Ellen Neves

Escritora de contos inacabados, começando a praticar a arte do desapego. Escreve para lidar com aquilo que muitas vezes a garganta entala. Escreve sobre si e sobre aquelas que se assemelham a ela, mulheres pretas e sapatão. Suas obras, entre elas, Teu café tem gosto de saudade, estão disponíveis no Wattpad.


Twitter e Instagram

Franciellen Santos

Se dedica a escrever poemas em nome da representatividade lésbica e preta. Formada em pedagogia, acredita que a educação é o caminho para transformar a sociedade em um lugar melhor, mais inclusivo e aberto à diversidade, principalmente para pessoas LGBTQIAP+. Já participou de antologias e, atualmente, publica Lesbiana no Wattpad e Lettera.


Twitter e Instagram

G. B. Baldassari

Bruna e Gisele se conheceram em 2012, mas o casamento — entre elas e entre suas escritas — só aconteceu em 2018. Muito do que escrevem tem inspiração na rotina e em seu próprio relacionamento, principalmente nas situações de humor cotidiano. Nas suas histórias, o mundo é um lugar mais tolerante, a protagonista quase sempre é atrapalhada e, invariavelmente, termina com outra mocinha. São autoras de Diário de bordo de uma impostora, A Princesa, o cappuccino e a profecia de Apolo e Uma pitada de sorte.


Twitter e Instagram


Gabriela Soutello

É escritora, jornalista e autora de Ninguém vai lembrar de mim, livro vencedor da primeira edição do Prêmio Mix Literário. É organizadora da antologia Antes que eu me esqueça: 50 autoras lésbicas e bissexuais hoje.


Twitter e Instagram


Hillary Lancaster

Escreve literatura com protagonismo de mulheres que amam mulheres. É autora de Desesperanças, Entre seus lábios e Talia. Também é formada em letras, é do axé e trabalha como revisora e resenhista.


Twitter e Instagram


Karina Dias

Autora dos livros Aquele dia junto ao mar (vencedor do prêmio PapoMix da diversidade 2014, na categoria melhor Literatura LGBT), Diário de uma garota atrevida, As rosas e a revolução, Sem destino: depois que ela partiu ( PROAC - Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura), [10] Coisas que eu odeio em você (em parceria com a autora Diedra Roiz) e De repente é amor.


Instagram


L. C. Rosa

É estudante de farmácia, autista, lésbica e assexual. Começou escrevendo fanfics em 2013, seu primeiro original foi publicado no Wattpad em 2020. Em 2022, passou a publicar na Amazon. Suas histórias são sempre sáficas, geralmente do gênero romance e fantasia, embora também flerte com outros gêneros literários. Publicou A nova sociedade, Verdades voláteis, Caos e sangue, Nunca mais seremos os mesmos e Minha professora preferida.


Twitter e Instagram


Laysa Benny

É lésbica, pernambucana e seu primeiro livro de poemas, Com todo amor do mundo, atualmente está em pré-venda. O livro é uma coletânea de sonetos, onde Laysa também faz uma homenagem a avó que lhe apresentou ao universo da poesia.


Twitter e Instagram


Lis Selwyn

Escritora nas horas vagas e não vagas, advogada e pós-graduanda em Comunicação, Diversidade e Inclusão. É autora dos livros, Valentina, Amor & Liberdade, Garotas como eu, A vida secreta de Isabela Esme, Todo tempo do mundo, entre outras obras. Participou como autora convidada da coletânea [in]contadas e das antologias O amor está no ar e Dias felizes. Além das publicações dos livros, é coidealizadora e uma das organizadoras da fllesbi+.


Twitter e Instagram


Lívia Ferreira

Autora de histórias com lésbicas pretas, desfemilizadas com finais felizes, Lívia escreveu No olhar do invisível, Passos de Liberdade, Carnaval Amarelo, entre outras histórias. Atualmente se prepara para o lançamento do livro Fica tudo bem, do projeto Afrosáficas e também está no novo projeto do Clube P. S., Ladies Murphy.


Twitter e Instagram


Mariana Mortani

Jornalista, roteirista, tradutora e apresentadora do PodDaPlay. É autora de Amélia sem filtro, Arrisque-se e Elas merecem. Também é mediadora do Clube Sáfico e fala sobre protagonismo sáfico no Youtube.


Twitter e Instagram


Mariana Rosa

Escritora de romances lésbicos/sáficos. Nascida em Floripa, mas criada em Niterói, é conhecida por escrever uma série de romances chamado Entre elas. Mariana foca seu estilo de escrita em romances eróticos e dramáticos. Mesmo sempre escrevendo, a autora arranja um tempinho para jogar videogame, colecionar cartinhas Pokémon e assistir documentários.


Instagram


Marina Feijóo

Formada em Ciências Sociais na USP e escritora, com foco em temas como gênero, sexualidade e mídia, Marina escreve sobre pessoas e, às vezes, criaturas mágicas. Suas obras publicadas na Amazon são: O centro de todo caos, O pior pesadelo de um homem, Essa festa virou um slasher! e Entre namoradas e lobos.


Twitter e Instagram


Mary Abade

Mary Abade é escritora e ilustradora lésbica & nortista (com raízes na divisa MA-TO). Escreve desde criança (mas ainda é muito nova nisso tudo!) e gosta de escrever garotas tão lésbicas quanto ela, com uma pitada de drama ali e comédia acolá. É autora de O 224° dia em terra firme, Amor perfeito e também publica no Wattpad.


Twitter e Instagram


Rebeca de Arruda

É uma recifense apaixonada por sua cidade. É dela que tira inspiração para criar histórias fantasticamente pernambucanas. Rebeca é formada em Jornalismo pela UFPE e passa muito tempo na internet falando sobre cultura pop, Taylor Swift e representação LGBTQIA+. É autora do conto Tudo que pode dar errado.


Twitter e Instagram


Sofia Dolabela

É uma artista mineira, criadora do projeto Em caso de urgência, onde publica poesias, crônicas e contos que refletem a vivência lésbica. O projeto acabou virando um livro de mesmo nome.


Twitter e Instagram


Victoria Mendes

Nasceu em 2000, cursa Direito na Universidade Federal de Minas Gerais, lê e inventa histórias desde que se entende por gente. A escrita surgiu para ela em 2013 como um hobby, mas seu sonho é um dia poder transformá-la em profissão de tempo integral. Ama cachorros, os jogos da Riot Games, a Taylor Swift, um bom thriller e histórias de crimes reais. É autora de Sob o céu de vagalumes, Florence e Robin.


Twitter e Instagram


Yasmim Mahmud Kader

Vive rodeada de dragões e estrelas cadentes desde pequena, escrevendo histórias no caderno. Apaixonada por gatos, sonha acordada coberta de pelos, imaginando mundos além do seu. Começou a escrever como refúgio e hoje procura traçar histórias onde também se sinta representada. É autora da série de fantasia sombria Sob o Céu da Noite Eterna e de Todas as nossas imperfeições.


Twitter e Instagram



Lembrando que os outros conteúdos sobre o Mês da Visibilidade Lésbica já estão disponíveis aqui no site, confere só:


Matéria Autoras lésbicas com orgulho

Lista: 5 livros com protagonismo lésbico